Notícias

13/08/2018

As 10 aceleradoras que mais produzem startups de sucesso

Quais delas ajudaram a criar empresas como Airbnb, Dropbox e Udemy?

Entrar em um programa de aceleração definitivamente não é fácil. Segundo a Fortune, para cada 7 mil inscrições, há, em média, 106 vagas disponíveis (1,5% de taxa de aprovação). É uma competição ainda mais acirrada do que entrar em Stanford ou Harvard — onde a taxa é de 5,1% e 5,9%, respectivamente.

Aceleradoras fornecem mentoria e capital em troca de retorno financeiro. Além disso, geralmente oferecem um espaço de trabalho, dão consultoria sobre produtos e serviços e atraem potenciais investidores para um demo day. Quem trabalha nas aceleradoras precisa ter não somente conhecimento de negócios, mas também "ideias ousadas e até malucas", além da habilidade de avaliar se um negócio é capaz de crescer dentro do programa de aceleração.

Mas quais são as aceleradoras do mundo que mais formam startups de sucesso? Onde essas empresas estão e o que têm de diferente? Quantos "exits" (saída de uma startup para operar sozinha) elas promoveram?

Para responder essas questões, o empreendedor Alejandro Cremades, autor do best-seller The Art of Startup Fundraising, analisou os dados disponíveis no Crunchbase (plataforma que reúne dados sobre rodadas de investimento e investidores). Os resultados foram publicados na Forbes. Confira abaixo o que Cremades descobriu:

1) Y Combinator
Número de investimentos: 1.834
Número de saídas: 192
Localização: Mountain View, Califórnia (EUA)

A Y Combinator é pioneira entre as aceleradoras de startups. Entre as mais notáveis que passaram por lá, estão Airbnb, Dropbox, Stripe, Reddit, Twitch, Coinbase e Weebly. Segundo a empresa, 14 empresas "Y Combinator" já viraram unicórnio (valendo mais de que US$ 1 bilhão) e 82 já tem valor de mercado superior a US$ 100 milhões.

2) 500 startups
Número de investimentos: 1.694
Número de saídas: 162
Localização: Mountain View, Califórnia (EUA)

O 500 Startups é composto por quatro grandes fundos e 13 microfundos que investiram em startups de pelo menos 60 países. Entra elas, estão a Udemy e Credit Karma. Outros negócios que passaram por lá foram vendidos para grandes empresas, como Google e Rakuten.

3) Techstars
Número de investimentos: 1,557
Número de saídas: 134
Localização: Boulder, Colorado (EUA)

A Techstars financia, orienta e acelera startups. Seu programa produziu mais de mil empresas, juntas avaliadas em cerca de US$ 8 bilhões. A Techstars é o nome por trás do Startup Week e do Startup Weekend, eventos que estimulam empreendedores a montarem algo novo em poucas horas.

4) Plug and Play
Número de investimentos: 731
Número de saídas: 47
Localização: Sunnyvale, Califórnia, EUA

A Plug and Play Ventures colocou 51% de seus investimentos em negócios pré-seed (rodada após o investimento anjo) e teve oito saídas em 2017. O fundo investiu em 262 novas startups no ano passado e realiza eventos de networking todos os dias. As empresas do portfólio captaram US$ 7 bilhões.

5) MassChallenge
Número de investimentos: 1.387
Número de saídas: 39
Localização: Boston, Massachusetts (EUA)

Embora tenha sede em Boston, a MassChallenge tem programas de aceleração em todo o mundo, marcando presença em Israel, Reino Unido, México e na Suíça. Nos últimos oito anos, a aceleradora diz que as startups que acelerou criaram 80 mil empregos. O foco do MassChallenge está em encontrar novas "biotechs" ou "fintechs".

6) SOSV
Número de investimentos: 1.152
Número de saídas: 23
Localização: Princeton, New Jersey, EUA

O SOSV fechou sua terceira rodada de financiamento por US$ 150 milhões em janeiro de 2017. Segundo a Forbes, o acesso que o fundo tem a laboratórios e fabricantes o faz popular entre as startups de tecnologia de alimentos e biotecnologia.

7) Startupbootcamp
Número de investimentos: 424
Número de saídas: 23
Localização: Londres, Reino Unido

O Startupbootcamp desenvolve programas de IoT, Fintech, Insurtech e Foodtech em todo o mundo — Cingapura, Londres, Cidade do México, Mumbai, Dublin, Dubai e Amsterdã. Até o momento, o Startupbootcamp acelerou as startups com um montante médio de financiamento de 1,1 milhão de euros.

8) Internet Initiatives Development Fund (IIDF)
Número de investimentos: 335
Número de saídas: 21
Localização: Moscou, Rússia

A aceleradora é especializada em startups da área de cibersegurança, varejo, educação, big data e IoT. Segundo a Forbes, mais de 4,5 mil startups participam do programa online do fundo todos os anos.

9) Wayra
Número de investimentos: 960
Número de saídas: 18
Localização: : Slough, Buckinghamshire (Reino Unido)

A Wayra começou na América Latina, depois foi para a Espanha antes de se lançar no Reino Unido. A aceleradora é apoiada financeiramente pela Telefónica. A Wayra investe até US$ 50 mil em startups e diz, segundo a Forbes, que 45% de seus negócios têm fundadoras mulheres.

10) Start-Up Chile
Número de investimentos: 837
Número de saídas: 16
Localização: Santiago, Chile

O Startup-Chile é um dos programas de aceleração de crescimento mais rápido no mundo, segundo a análise da Forbes. Foi lançado em 2010 pelo governo chileno para estimular o empreendedorismo — cultivando, inclusive, um programa de pré-aceleração somente para startups com fundadoras mulheres (The S Factory).    - POR BARBARA BIGARELLI

Leia mais em epocanegocios

Endereço
Rua Alagoas, nº 396, Cj. 206
Jardim dos Estados | CEP 79020-120
Edificio Atrium Corporate
Campo Grande | MS - Brasil
Tel: +55 (67) 3383.7636

Formas de Pagamento

Formas de Pagamento
Tag3 - Desenvolvimento Digital